Jovem Ainda: “Bonequinha de Luxo” e seus 50 anos.

Em 2011 o filme “Bonequinha de Luxo” (Breakfast at Tiffany´s) completa 50 anos e pipocaram comemorações  em diversas partes de Nova York,  não sem motivo, né?!

O cinquentenário desse clássico hollywoodiano dos anos 60 recebeu todo o glamour ao qual faz jus, com direito ao lançamento do livro Quinta Avenida, 5 da Manhã, do jornalista Sam Wasson, um box de DVDs da Paramount  repletos de extras (tais como fotos, livro e uma carta assinada pelo diretor Blake Edwards), além de uma projeção especial do filme pela Academia de Hollywood e um baile de gala no Lincoln Center, em NY.

Sucesso absoluto?! Hoje, certamente. Mas o filme, que é dos maiores clássicos do cinema, que influenciou a moda, o comportamento e o estilo de diversas gerações até a atualidade,  não foi tão simples de suceder quanto aparenta.

A começar pela história do livro homônimo de Truman Capote, que foi um escândalo quando de seu lançamento em 1958: tratava-se da história da moça que chega em Nova York à procura de um homem para sustentá-la, mora sozinha e dá festas e mais festas, além de ser extremamente liberal, sexualmente falando (em verdade, ela era uma garota de programa, mas isso foi bem camuflado no filme).

A princípio, Truman Capote queria Marilyn Monroe para o papel da protagonista da história (Holly Golightly) e não é difícil de entender o porquê: à época, Marilyn era um dos maiores símbolos sexuais do cinema e nada mais justo que ela, lançando mão de um belo decote e red lips fosse a escolhida.

Mas, por insistência do diretor Blake Edwards (God Bless you, Blake!), Audrey Hepburn acabou sendo escalada para o papel, mas a muito custo: Audrey chegou a recusar o papel ao ver os detalhes que o envolviam, especialmente por ter se tornado mãe pouco tempo antes e por prezar muito sua vida pessoal. Àquele tempo, ser solteira e liberal era muito mal visto. Daí os produtores e roteiristas do filme terem de adaptar o livro para as telas. Deu certo, viu?!

O figurino é uma conversa à parte, que ficou sob os cuidados da figurinista-mor da Paramount – e de Hollywood, diga-se de passagem-, Edith Head,  que se juntou a ninguém menos que Hubert de Givenchy para vestir nossa musa. Sim! Esse último é o responsável pelo famoso “pretinho básico” que todas agradecemos até hoje! Para a platéia da época, foi como um suspiro de alívio, já que o figurino do filme conseguiu transmitir ao público uma moda sofisticada e “usável”, diferentemente da maioria dos filmes da década de 40 e 50, que ficava restrito somente à telona.

Na inesquecível cena de abertura do filme, Holly toma seu delicioso café da manhã em frente à joalheria Tiffany´s, em plena Quinta Avenida – considerada pela personagem o melhor lugar de Manhattan (e o jeitinho de andar dela nessa cena, gente?! Muito peculiar!). A imagem  foi eternizada com a luminosidade de Audrey,  em um casamento perfeito entre simplicidade e elegância, com um vestido Givenchy preto até os pés, colar de pérolas e óculos escuros enormes, que sintetizam perfeitamente o estilo da atriz no filme.

A quem interessar, a casa onde viveu a personagem Holly Golightly está à venda em Manhattan, por “módicos” US$ 5,85 milhões: 169 East 71st Street

É um clássico que realmente merece tamanha comemoração e reconhecimento por completar meio século. Deixo minha homenagem final com uma das cenas mais doces do cinema, em que Holly G. (na pele de Audrey), melancólica, canta Moon River – canção de Henri Mancini (dispensa comentários!). Aliás, outra curiosidade: depois de editado o filme, alguns executivos da Paramount quiseram cortar essa cena (loucos!!!) e Audrey respondeu (ufa!), categórica: “Só se for por cima do meu cadáver”. Obrigada Audrey, nossa eterna Bonequinha de Luxo!

Fotos e vídeo: Reprodução.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s